Voltar para a Home Page
 
ARTROPLASTIA DO COTOVELO

A substituição da articulação do cotovelo pode tratar efetivamente problemas desencadeados pela artrite. Este procedimento também está mais difundido por ser opção de tratamento em adultos com sequelas de fratura de cotovelo. O cotovelo artificial é considerado um sucesso por mais de 90% dos pacientes que tiveram sua articulação substituída.

O cotovelo é uma articulação constituída de 3 ossos: o úmero – osso da parte superior do membro, a ulna e o rádio – os 2 ossos do antebraço.
A ulna e o úmero se encontram no cotovelo e formam uma dobradiça. Essa dobradiça permite ao braço dobrar e esticar (estender). O tríceps – músculo da parte de trás do braço conecta-se a extremidade da ulna – o olécrano. Quando esse músculo se contrai o cotovelo é estendido. O bíceps – músculo da frente do braço se contrai para dobrar o cotovelo.
Dentro da articulação do cotovelo as extremidades dos ossos são recobertas pela cartilagem articular – que é um material escorregadio e liso que protege os ossos do atrito durante a contração muscular. A cartilagem articular é macia o suficiente para funcionar como um absorvente de choque; e resistente o suficiente para durar a vida toda caso não seja lesada.

A conexão entre o rádio e o úmero permite a rotação do antebraço. A extremidade proximal do rádio é arredondada. Essa extremidade gira contra o úmero e a ulna a medida que o antebraço e sua mão giram a palma da mão para cima (supinação) e para baixo (pronação).

Cotovelo
Clique nas imagens para ampliar
Cotovelo
Cotovelo